O amor e seus pontos de vista

by Nem tão frágil assim - outubro 02, 2017



    Bem vindos as crônicas! Toda segunda-feira estaremos aqui para compartilhar assuntos polêmicos, engraçados ou então muito sérios. Mandem sugestões, ok?

    Vou começar falando de um assunto tão lindo e tão polêmico ao mesmo tempo: O amor.

    A partir de agora, seu cérebro se encarregará de abrir uma grande e misteriosa caixa de recordações, despejando no seu colo milhões de lembranças - boas, ruins, excelentes ou péssimas. Isso porque, as vezes as pessoas se frustram no amor por achar que todos amamos da mesma forma.

    Nem sempre você ama com devoção, mas se essa é a sua forma mais óbvia de amar, ok! Porém, não espere que todos nós te amaremos da mesma forma. As arestas do amor são o que fazem com que nossos relacionamentos sejam permanentes ou breves - e aqui estamos falando de família, amigos, crushs e afins. As pessoas entram em nossas vidas, nem sempre porque querem, mas elas tem o poder de escolher se querem ficar ou ir embora.

    É aí que entra em jogo o potencial de sabermos interpretar as várias formas de amor que nos são entregues todos os dias. E talvez neste momento você perceba que sua forma de amar esteja na hora de ser revista, ao invés de cobrar a sua forma de amor, entregue-se um pouco da forma de amar do outro.

    No dia a dia "eu te amo" nem sempre aparece escrito em letras cursivas e colocados numa faixa na rua principal da sua cidade - às vezes sim, não subestime um coração apaixonado. Muitas e quase todas as vezes, "eu te amo " está nas entrelinhas de frases tão comuns que nem nos damos conta, mas isso pode ser notório a partir de AGORA, basta querer interpretar cada forma de amor, e então com mais facilidade, AMAR!



Posts relacionados

0 comentários